FORMAS - A BASE DO DESENHO


Diante do magnífico conteúdo que foi apresentado, tanto na Introdução quanto na lição 1, alguns membros da nossa comunidade do orkut se alistaram pra ajudar na tradução:
-A Priscila Okada: Fez a tradução e adaptação das páginas 1 a 8 e também as páginas 20 a 32;
-O Jorge Garcia: Fez a tradução e adaptação das páginas 9 a 19;
-A revisão, adaptação e diagramação ficou comigo, Renato Silva.
Não vou me extender muito na apresentação dessa Lição. E pra você que vem acompanhando o blog o estudo desta obra certamente acrescentará muito ao seu aprendizado.
Os autores explicam que cada objeto que existe em qualquer lugar –de um rato a uma montanha –tem forma. Essa forma tem três dimensões –altura, largura e profundidade. Ela tem estrutura e ocupa um espaço. Isso é tão notável que você pode até mesmo “senti-la” antes de tocá-la. Quando você pega uma maçã, você instintivamente sabe que sua mão deve fechar em volta da forma para segurá-la. Você não precisa segurar uma caixa, virá-la de um jeito ou de outro para conhecer seus lados, a parte de trás, o topo ou o fundo. Forma é algo que você vê e sente.
É o mesmo com as ilustrações. Qualquer ilustração de um objeto deve ser uma ilusão convincente da forma real. Você deve desenhar um objeto de modo que quando a pessoa olhe, ela perceba que há mais lá do que os olhos podem ver. Ela deve, de fato, passar a sensação de forma como na vida real, ainda que se possa ver apenas um lado do objeto.
Na última lição, nós o iniciamos nos fundamentos dos quatro meios básicos. Foi uma longa lição, mas nós não esperamos que você domine tudo de uma vez. Na verdade, isso é um manual de meios, e você deve voltar a ele de novo e de novo durante o curso. Agora, entretanto, é hora de dar o próximo grande passo – aprender a desenhar formas convincentemente.
Começando com essa lição, vamos mostrar a você como fazê-lo. Vamos ensiná-lo os princípios do desenho do objeto, para eles parecerem sólidos, como se eles realmente existissem. Será mostrado como fazê-los parecerem mais perto e mais longe, e como acentuar suas formas através do uso apropriado de luz e sombra. Quando você entender os princípios do desenho da forma e estiver apto a aplicá-lo, você terá dado um passo gigante na criação da ilusão de objetos naturais no papel.
Antes de mostrar a você como desenhar formas, queremos dar a você um novo ponto de vista sobre objetos na realidade e objetos na ilustração. Isso ajudará você a adquirir uma noção da forma – para preencher suas ilustrações com a sensação de três dimensões, particularmente a dimensão de profundidade.

Isso é só a apresentação. E tem mais, muito mais e tudo detalhadamente explicado.
Meus agradecimentos a Priscila Mi e ao Jorge Garcia por me ajudarem na continuidade desse trabalho.
Para download desta lição, clica aqui!!
Com o tempo criamos um Projeto para que as traduções pudessem ser continuadas. Hoje já temos várias lições traduzidas e prontinhas pra serem estudadas. Mas precisamos da sua ajuda pra continuar trazendo mais lições. Se você gosta de desenhar, quer estudar arte e desenho de verdade com um material de altíssimo nível e quiser saber mais sobre como fazer para participar do Projeto, clique aqui!! 

2 comentários:

Andrezza Vieira disse...

não tenho acompanhado o blog pra entender clara e completamente, mas achei bem interessante como o desenho é tratado nesta situação, as técnitas e tal...
muito legal, pena que nao tenho mt jeito para isso.
Parabéns, abraço

Edison Muniz disse...

Seu blog continua TOP como sempre.
Parabéns pelo seu trabalho.
Abraço.
Edison Muniz