COMPOSIÇÃO COM PAISAGENS

O Desenho de Estradas e Caminhos - Parte Final
Por Phil Metzger
Frequentemente, o desenho expressivo de uma estrada depende mais de qualquer outra coisa do que das linhas que representam as arestas. Acabamos de falar dos segmentos que se tornam mais pequenos à medida que um caminho em ziguezague avança. Outra técnica de perspectiva eficaz consiste em atrair a atenção para os detalhes das coisas que se encontram ao longo da estrada. Em cima os postes de energia e as estacas de marcação contribuem mais para definir a estrada do que as linhas da própria estrada.
Se olhar bem, notará os postes atrás das colinas; eles indicam que a estrada desce por detrás do topo da colina e vira um pouco para a direita. Alguns detalhes sutis podem ser mais interessantes e reveladores do que uma enorme quantidade de informações óbvias.
Agora veja mais esse exemplo:

PERSPECTIVA - DESENHO DE PAISAGEM

O Desenho de Estradas e Caminhos - Parte II
Por Phil Metzger
Um outro efeito do caminho em ziguezague consiste em atrair o olhar para a composição ao longo de uma linha mais irregular. O contrário disso é o caminho reto que comprime diretamente e sem rodeios até em cima, em direção a casa. Os caminhos e as estradas são meios eficazes nas paisagens tradicionais. Elas são o fio com o qual as construções e outros objetos formam tecidos. Oferecem uma maneira fácil de sugerir profundidade e são um meio muito importante para chamar a atenção. Ás vezes é complicado desenhá-las, mas se forem imaginadas como finos blocos em perspectiva e refletir sobre a inclinação que cada bloco pode ter, então o desenho se tornará mais fácil. Examine o isso nessa ilustração:

PERSPECTIVA - O DESENHO DE ESTRADAS E CAMINHOS

Por Phil Metzger
A proposta desse assunto é que ele seja publicado em três partes. Sem delongas vamos a primeira...
.
Ainda que uma estrada ou um caminho que levem a uma construção sejam, talvez, considerados só como uma parte insignificante de um desenho, podem quando são bem feitos, produzir grande efeito quanto à sensação de profundidade numa composição, assim como na descrição de uma paisagem plana ou montanhosa. Observe o desenho abaixo:

AL PARKER (ARTISTA)

Al Parker (Artista) - 1906-1985

Hoje estamos disponibilizando para download os trabalhos (as pranchas mesmo) deste que foi um dos mais qualificado, competitivo e bem pago profissional da arte comercial americana (tanto que o homem é conhecido como o reitor dos ilustradores). Ele trabalhou nas mais conceituadas revistas americanas a partir do final dos anos 30 em diante. Entre essas revistas estão a Collier's, Cosmopolitan, Sports Illustrated, The Saturday Evening Post, Good Housekeeping, Vogue entre outras.

UMA AULA COM BURNE HOGARTH?

É uma coisa surreal, mas veja isso: Uma aula de desenho da cabeça humana com Burne Hogarth. (Ah fala sério!!)


Esse material incrível foi postado por Raul Neto. Muito obrigado Raul por disponibilizar esse vídeo.

PADRÃO -OUTRA FORMA DE TEXTURA

 
Clique na imagem para ampliar
Antes de entrar no mérito da questão, informo que preparei um relatório contendo os links das primeiras lições pra você fazer o download. Esse relatório está disponível mais abaixo. Faça o download das lições e comece a estudar agora mesmo (quer dizer, digo... só depois que terminar de ler essa postagem, ok?)
Além da textura da superfície existe outro tipo de textura conhecida como padrão. Isto é simplesmente a superfície plana, o desenho bidimensional sobre uma superfície tal como um tecido, papel de parede, ou algo semelhante.

TRABALHANDO COM TEXTURAS E SUPERFÍCIES

Esse é o tema da lição 9 - Criando variedade em formas, texturas e superfícies que acaba de ser traduzida e já está disponível na página dos membros do Projeto Desenhistas Autodidatas. A lição tem 30 páginas e vem com os execícios práticos para serem executados.
Sobre a lição, é o seguinte:

COMO EXPRESSAR AS EMOÇÕES ATRAVÉS DOS GESTOS E ATITUDES DO CORPO

Na lição 6 aprendemos que a cabeça e as mãos são as partes mais expressivas da figura humana. Mas o próprio corpo expressa emoção, também. Grande parte do trabalho do artista em arranjar uma composição de pessoas consiste em utilizar a figura humana inteira de maneira expressiva. Ela deve mostrar os sentimentos e emoções pela ação do corpo.

A COMPOSIÇÃO COM PESSOAS - O ARRANJO DA FIGURA HUMANA NA ILUSTRAÇÃO

Esse é o título da lição 8 que acabamos de traduzir e que já está disponível para os membros do Projeto Desenhistas Autodidatas.
Aí você diz:
-Mas Renato esse assunto já foi abordado na lição 3.
Eu complemento...

OS PLANOS DA CABEÇA AGORA EM 3D

Já publiquei aqui no blog sobre os planos da cabeça e a sua importância (veja nessa postagem). Sempre quando menciono esse assunto, estampo nas postagens os desenhos do Andrew Loomis, contudo não foi ele que inventou essa convenção de "quebrar" ou reduzir (como queiram) a estrutura da cabeça em planos distintos. Aqueles que estudam à fundo o assunto sabem que Albrecht Dürer lá por volta dos idos de 1.500 já elaborava suas primeiras concepções dos planos da cabeça. E para aqueles que pensam que esse assunto não tem nenhuma importância, informo que o Andrew Loomis recomenda expressamente  que esses planos sejam memorizados. Confesso que fico impressionado com os desenhos do Loomis dos planos. Acho muito interessante a sua convicção no desenvolvimento desses desenhos. Por isso mesmo de vez em quando faço buscas sobre os planos da cabeça ou compro livros para ver se encontro algo que aprofunde o assunto. Essa semana em meio às buscas, a pesquisa retornou algo muito interessante -pois bem, vejamos...   

 
Fonte: Flickr - By Kevinnolte

MANGÁ/ ANIMÊ

-Não! nem mangá, nem animê -mas sim uma prova de que existe espaço também para o desenho acadêmico lá no... (bom, não sei se está em japonês ou chinês ou coreano, enfim, se alguém souber por favor deixe um comentário informando). A verdade é que o desenho é tão bem trabalhado e construído e tem tanta coisa implícita no seu desenvolvimento que de vez em quando me pego assistindo esse vídeo...

O DESENHO DE TECIDOS E ROUPAS

É exatamente sobre isso que trata a lição 7 que acabamos de traduzir do curso dos artistasfamosos (sobre tecidos, drapeados e roupas -essa lição já está disponível para os membros do Projeto Desenhistas Autodidatas). O material está simplesmente fantástico, pois trata de um assunto que se constitui sempre um problema para os desenhitas: -O estudo sistemático e aprofundado da interpretação do complexo de dobras e rugas que se formam em tecidos e roupas, principalmente quando estas envolvem o corpo humano nas diferentes posições adotadas pelo personagem.

A EVOLUÇÃO DA COMPOSIÇÃO

Nessa postagem mostraremos um excerto da lição 3 sobre a composição. Aqui o curso mostra o trabalho que Albert Dorne teve para desenvolver a 'composição' de uma página publicitária (que resultou na ilustração acima). O assunto principal tinha que ser um escritor que está tendo problemas para ter uma idéia para os produtos do cliente que estão espalhados sobre a mesa. Acompanhe o passo a passo:

COMPOSIÇÃO - COMO FAZER ILUSTRAÇÃO

Esse é o assunto discutido na lição 3 do curso dos Artistas Famosos. Essa lição foi totalmente traduzida pelo Cláudio Adriano e entre outras coisas destaco alguns pontos muuuito importantes logo na apresentação da lição:
-A composição significa a seleção e o arranjo dos elementos que serão desenhados em um espaço apropriado de modo que eles expressem a idéia do artista de forma clara e efetiva.

O DESENHO BÁSICO DA FIGURA HUMANA

Postagem revisada -novo link incluído
by Don Simpson
Através de explicações objetivas o autor parte do básico:

Para o mais elaborado:

O DESENHO DA FIGURA HUMANA SEM DIFICULDADE

Postagem revisada - novo link incluído
by Burne Hogarth
Essa obra não é um curso intensivo de desenho, nem um conjunto de truques que devam ser decorados para se aprender a desenhar a figura humana.
Uma série de desenhos, análises e textos bem concebidos nos ajudam a captar o corpo humano em movimento e a colocá-lo no papel. O livro de Burne Hogarth oferece pela primeira vez um sistema convincente e completo que facilita o desenho do corpo humano.

FAZENDO O ESBOÇO DE UM RETRATO

Parte 1

Parte 2


Bem legal. Agora, você quer ver um tutorial passo a passo da mesma técnica empregada nos vídeos acima? então clique aqui e veja (by Nicholas Reynolds).

Achou bacana? Ficou com vontade de ver uma abordagem mais extensa desse método? Então procure por Charles Bargue e o seu livro Drawing Course (esse título tem a colaboração de Jean-Léon Gérôme). Existe alguma coisa sobre esse título na Internet.

A EXPRESSIVIDADE DAS MÃOS

As mãos são muito expressivas, e nessa matéria só perde pro rosto. Suas atitudes e gestos naturais em si mesmas se constituem numa linguagem elouquente, conhecidas em todo o mundo e em todos os tempos. Vejamos alguns exemplos disso: Um punho cerrado deixa a mão com um aspecto ameaçador, mas também pode explicar determinação ou desafio.