O DESENHO DA FIGURA HUMANA DE IMAGINAÇÃO

Figure Drawing
By: Glen Vilppu
prestem atenção no artista - façam buscas na internet e vocês encontrarão muita coisa boa!

RITMO - CONTINUAÇÃO

Coloque o lápiz na palma da mão entre o polegar e o indicador em vez posiciona-lo como quando for escrever, com dedos apertados, rígidos. Balance-o sobre o papel, movendo o pulso do braço e mantendo os dedos imóveis. Traça-se assim uma linha rítmica.
Treine a mão para que desenhe ao invés de de usar os dedos (como quando se escreve). O movimento deve ser feito com todo o braço e com a ponta dos dedos. Trace durante um tempo grandes desenhos. George Bridgman, o famoso mestre da anatomia, costumava ilustrar em suas aulas desenhando com um lápiz fixado na ponta de uma vara com quatro pés.
Alguns de seus desenhos de anatomia eram quatro vezes maiores do que o normal, e eram formosos. O ritmo está em todas partes, mas devemos nos treinar para poder ver e reconhecer. O ritimo poderia ser descrito como uma linha mais longa, reta ou curva, que podeis traçar antes que mude a direção da borda. Cabe mais expressão numa linha longa e reta que numa miríade de pequenas. O vôo de uma seta é outro perfeito exemplo de ritmo. Outro é o movimento do água ou as ondas. O arco que traça uma bola no ar, a maneira em que o jogador deixa cair suas mãos quando pega a bola, o movimento das formas no cabelo de uma mulher, tudo possui ritmo. Chamá-los-íamos o interrompido correr da linha que parece refletir o movimento da mão do artista.

Não posso dizer para vocês como se adquire, mas acho que conseguirão. A imprecisão é o resultado da falta de treinamento; o ritmo é um treinamento organizado, ou coordenado, ou quem sabe ambos, a união do conhecimento e da destreza. O ritmo é algo que nenhuma câmera ou projetor dará para vocês. Procure sentir, e lute para expressá-lo, do contrário nunca sentirão. Balance o lápis sobre o papel para desenhar uma linha livre. Ninguém o pode fazer bem a primeira vez que experimenta.
   

Por Andrew Loomis
Do: Desenhando a Cabeça e Mãos (Agora traduzido, saiba mais aqui)
Página 71

RITMO


ritmo
[Do gr. rhytmós, ‘movimento regrado e medido’, pelo lat. rhytmu.]
Substantivo masculino.
3.Sucessão de movimentos ou situações que, embora não se processem com regularidade absoluta, constituem um conjunto fluente e homogêneo no tempo;
4.Nas artes, na literatura, no cinema, etc., a disposição ou o desenvolvimento harmonioso, no espaço e/ou no tempo, de elementos expressivos e estéticos, com alternância de valores de diferente intensidade;
Fonte: Dicionário Aurélio
Por: Andrew Loomis
O ritmo no desenho é algo que se sente. O ritmo deve estar intrísecamente ligado ao desenho, e cada cabeça (1) possui seu desenho (suas particularidades). As linhas relacionam-se entre si, harmonizando ou se opondo uma a outra.
O ritmo é a liberdade no desenho, liberdade para expressar formas, tão cuidadosa quanto harmoniosa. O ritmo é a mão que trabalha mais com a mente do que com o olho, sentir algo antes de expressar seu aspecto. No desenho o ritmo adquire-se com a prática como ocorre com o golf. Ninguém vai indicar para vocês como adquiri-lo, mas à medida que for adquirindo a consciência dele (não, não é a força, é o ritmo) você sentirão a sua presença.
Descrever o ritmo no desenho é como se o artista sentisse a forma simplificada do que desenha, enquanto traça parte dele, em sua integridade. Vê sua mão balançando-se sobre o papel bem antes do lápiz entrar em ação. Você será capaz de sentir o traço antes de fazê-lo. O ritmo não precisa sempre das curvas. As curvas podem opor-se ao contexto.
O ritmo é o acento onde este é mais necessário. É com maior freqüência a sugestão da forma antes que estude o detalhe desta. Aqui o artista deixa novamente a câmera fotográfica, porque a câmera grava a cada detalhe, e só estabelecendo o ritmo antes é possível captar esta qualidade fugitiva. O espectador sentirá o ritmo na sua obra ainda que não possa definir conscientemente. Você sentirá o ritmo como se estivesse escrevendo, e em outros momentos serão esporádicos, trêmulos e/ou rabiscados.
Algumas pessoas possuem um ritmo natural; outras devem lutar para o adquirir. Continua...
(1) atualmente estamos estudando o desenho da cabeça humana;
Por Andrew Loomis
Do: Desenhando a Cabeça e Mãos (Agora traduzido, saiba mais aqui)
Página 71

MANIKIM OU BONECO ARTICULADO

LINKS CORRIGIDOS!!
MANEQUIM OU BONECO ARTICULADO
Na nossa comunidade do orkut o Jean-Paulo criou um tópico (que é o título dessa postagem) fazendo a seguinte pergunta: onde posso compra o manikim articulado [parecido com este] da foto [acima]?

O Rogério contribuiu: Pela aparência, esse tipo de manequim deve ser vendido em lojas especializadas em quadrinhos, porque os vendidos nas lojas de materiais artísticos são diferentes desse que você mostrou, como você poderá ver [na foto abaixo]:Ele completou: Aí, resta saber se o preço que você vai pagar compensa...
O Nando informou: "vc vai encontra aqui" (veja a imagem abaixo)
Naquele tópico eu incluí: boa dica, por que quando vi os bonecos, notei que eles realmente pareciam com aquele que o Jean-Paulo tinha mostrado. As articulações eram muito semelhantes (só não tinha o cabelo, mas isso é só um detalhe, o manequim de madeira tem menos detalhes ainda!).
O preço unitário do modelo cinza (tanto o masculino como o feminino) no site mencionado era muito atraente: US$ 17,50. (no dia que fiz a compra - 18/08/2008, as bolsas estavam um pouco mais estáveis do que hoje).
Para fazer o pedido existem duas opções de envio:
Fed Ex Shipping Only: US $ 82.83 Delivery time approximately 10 business days (Chega "rapidão", em 10 dias úteis -um show!!)
ou
USPS Priority Mail International Shipping Only: US $ 27.00 Delivery time 2-3 weeks This service is not traceable. -Esse é um pouco mais demorado (não rastrável) e exige que você faça meditação transcedental zen - chega de 3 a 6 semanas (mais chega!!)
Fiz o pedido, ele ficou assim:
Order Confirmation
Order # 6269480 - 1 Order date 8/18/08
Sold To SILVA, RENATO
Ship To SILVA, RENATO Order Process Date: 8/18/08

1 17.50 21600 2512 In stock and reserved - ART S BUCK ART MODEL 12IN MALE GREY

1 17.50 21600 2412 In stock and reserved - ART S BUCK ART MODEL 12IN FEMALE GREY

E optei pela seguna forma de envio em virtude do preço.
No dia 26 de agosto o objeto foi postado e no dia 26 de setembro ele chegou "no meu barraco".

-ENTRETANTO, para fazer a retirada no correio tive que pagar 62,00 de impostos federais (aaaaaaaaaaaahhhhh), aham, mas tudo bem! o que eu queria mesmo era receber a encomenda.
Bem, sobre as minhas primeiras impressões do pacote:
- O packing (embalagens tanto externa da empresa quanto a do produto) estavam muito boas os produtos estavam bem acondicionados, o que me dá a entender que existe um tipo de qualidade total na empresa no que tange a este quesito. Os bonecos (1 masculino e 1 feminino) vieram separados cada um na sua embalagem uma caixa externa e uma moldura de plástico interna (molda todo o boneco), todo preso com uns arames, fitas adesivas, prendedores de plástico nos tornozelos e no pescoço, enfim, leva mais ou menos meia hora só para você conseguir tirar o boneco da caixa. Na foto eles parecem pequenos, mas na verdade eles tem mais ou menos uns 30 centímetros e devo confessar que isso me impressionou muito. A qualidade do acabamento e as articulações são precisas. Um detalhe vem estampado na base do produto que não aparece na foto do site: a marca do produto - SIDESHOW COLLECTIBLES. Agora vejam mais essas imagens do site do fabricante:Fantástico, não é mesmo? (Esse modelo acima é o caucasiano, o que eu adquiri é cinza). Para concluir, estou muito satisfeito com o produto, que excedeu as minhas expectativas, e com a loja (empresa séria, e enviou o meu produto "de verdade"), e estou enfezado com o governo federal que não deveria taxar materiais de arte (o valor da taxa ficou mais alto que o valor do produto). Essas coisas deveriam ter incentivos fiscais para beneficiar a cultura, a arte, o desenho, e os desenhistas.

MAIS AULAS DE DESENHO

LINKS CORRIGIDOS!!
Encontrei no Orkut mais um blog excelente sobre desenhos.

Trata-se do blog Arte Sequencial, do professor Fábio Vicente. Neste blog ele disponibiliza algumas aulas sobre técnicas básicas de desenho, com dicas e macetes muito interessantes. Vale a visita e fazer as aulas por ele mostradas.
Aula 1: Desenho - Traçado

Uma aula básica, com o básico para quem quer começar a desenhar: o traçado, traço.
Aula 2 - Escalas Tonais

Aqui ele trabalha com as escalas tonais, como usar os materiais (lápis) fazendo escalas do claro para o escuro.
Aula 3 - Traçado - variações.

Aqui ele avança nos estudos sobre o traçado usando desenhos mais complexos.
E assim por diante. É um material bastante didático e útil para quem está começando na área e também para quem quer melhorar o traço em seus projetos. São pequenos detalhes que por vezes deixamos de lado mas que fazem toda a diferença no resultado final.
fonte: paulooliveira.wordpress.com

DRAWING SKULL

LINKS CORRIGIDOS!!
O site artacademy.com está disponibilizando um tutorial dividido em três partes sobre o estudo da cabeça humana, mais especificamente o desenho do crânio. Os links para download dos três tutoriais estão sendo disponibilizados aqui...
Links para Download
Drawing Skull parte 1
Drawing Skull parte 2

ESPIRÓGRAFO

Os [Et's]não eram astronautas, são artistas. É o que mostram essas imagens dos misteriosos círculos que aparecem nos campos ingleses.
Vendo essas imagens eu lembrei de um jogo que eu tinha quando criança que era um conjunto de réguas circulares com bordas dentadas, que combinadas faziam mandalas e desenhos incríveis. Alguém lembra o nome desse brinquedo?
Provavelmente esses ET's têm um desses.

Spirotot, este é o nome do brinquedo que eu tinha e que os ETs usam para fazer os desenhos nos campos ingleses. Na verdade os dois nomes que eu estava pensando existem: Spirotot é a versão mais simples e infantil e o Super Spirograph é a versão mais avançada e com mais réguas. Eu tive os dois e adorava, estou me segurarando para não tentar comprar um dos que estão à venda no e-bay.
Obrigado à Erika que me escreveu confirmando o nome.
Fonte: motorcontinuo

TRIDIMENSIONALIZE-SE

LINKS CORRIGIDOS!!

Você pode dizer:
-Quê que é isso Renato?
-Calma pessoal, eu explico:
Os desenhistas utilizam muito o recurso de modelos (miniaturas) para que os desenhos possam ficar mais consistentes, realistas e obedecendo as proporções corretas (Vide a utilização de manequins articulados para o desenho da figura humana).
Hoje apresento para vocês uma proposta diferente:
-A proposta consiste em que vocês façam a montagem dos seus próprios modelos em papel. Por exemplo hoje trazemos um Transformer para vocês montarem...

O Andrew Loomis é constante nesse assunto, vez ou outra ele está falando em ver as figuras em três dimensões. Isso implica em enxergar as coisas como: Altura, largura e profundidade.
E um exercício muuuuuuito bacana que ajuda a entender e começar a ter e ver essas percepções tridimensionais, é a montagem de modelos de papel.
Essa é uma de minhas diversões prediletas. Já faz um tempão que ando obcecado por encontrar um modelo de papel dos transformers. Um modelo que aparece muito nos sites de pesquisas é esse que está nesse link: wonderdasher.blog, a proeza do cidadão é uma coisa impressionante, veja a imagem abaixo:Entretanto está patente que o modelo foi feito na raça (ou seja, ele meticulosa e criativamente desenvolveu peça-por-peça e foi montando) , e não deixou nenhum rastro para que nós possamos montá-lo. As pesquisas continuaram. E é com grande alegria que hoje trago o modelo para que possa ser montado por todos nós. Ele foi encontrado no site: paperinside.com, disponibilizado de forma totalmente gratuita. As imagens são impressionantes e falam por si só (compare as imagens abaixo com a foto que está acima da postagem). Clique nas imagens para ampliar... Siiiiim, nos manuais vem explicando como faz para que as luzes acendam. Todos os créditos das fotos são do site paperinside.com, o robô foi desenvolvido por: Andrew ‘Skip’ Skupinski, Fabio ‘DaredevilBR’ Marceniuk, Fabricio Silva, Cláudio Dias. Suas contribuições incluem referências de material e texturas, desenvolvimento das partes eletrônicas, e CG. As partes estão disponível no site, e mais uma vez para sua comodidade nós estamos disponibilizado aqui no Desenhistas Autodidatas o download de tudo (as peças os manuais de intrução e as imagens complementares que são importante para o bom andamento da montagem e consequentemente do seu laser e entretenimento). Ok, não perca mais tempo clique aqui e comece a fazer agora mesmo o download. O primeiro que montar, manda a foto junto com o modelo que nós publicamos aqui no blog.
aham, agora voltando ao assunto da tridimensionalização. Acredito que depois deste exercício vocês sairão um pouco mais musculosos neste quesito. Bom trabalho e boa diversão.

AS GAROTAS DAS PIN-UPS DE AL MOORE

LINKS CORRIGIDOS
Al Moore foi um ilustrador muito ocupado entre as décadas de 40 e 50 trabalhando para o desenvolvimento de propaganda e publicidade, com um estilo realista ele ilustrou para inúmeras revistas e marcas importantes nos Estados Unidos.

Aqui nós estamos disponibilizando 60 imagens em alta resolução dos trabalhos desse artista. A pasta está dividida em três arquivos. Aproveitem!!
link parte 1
link parte 2
link parte 3

MINÚCIAS DO DESENHO DA CABEÇA HUMANA

São notáveis as observações do Andrew Loomis quanto ao estudo do desenho da cabeça humana, suas considerações são precisas e às vezes ele até parece repetitivo, entretanto esse é uma detalhe que faz com que seu material seja extremamente didático; ele só passa para a próxima parte depois de assegurar que o que já foi explicado esteja realmente compreendido. Deixemos o homem falar...
Agora que você já conhece a forma em que as linhas de construção estão apoiadas na cabeça, analise rostos e crânios.

Estude sempre a configuração óssea e a localização dos pormenores (olhos, boca, nariz). Depois procure as formações e volumes nas bochechas (a forma como os músculos se apresentam), em torno da boca e os olhos. Estas formações são facilmente localizadas. Observe a proeminência do osso zigomático e se estão acentuados por sombras embaixo deles. Estude o nariz e a formação das aberturas do nariz, os lábios, e as rugas entre os lábios e as bochechas. Siga as formas ao longo do queixo e em torno da linha da mandíbula. Estas características gerais, junto com a forma inteira da cabeça, importam mais que a delineacão fotográfica da cada centímetro quadrado de superfície. Nesta nível de estudos os idosos são mais interessantes que os jovens, já que as características tiveram tempo de se desenvolver.

HOMEM ARANHA

by Todd McFarlane clique na imagem para ampliar
-Homem Aranha - ©Marvel Characters, Inc.
-Design: By Renato sobre arte de Todd McFarlane;
-Vetorizado com Corel Draw.

O ESFUMADO (PARTE II)

LINKS CORRIGIDOS!!
Existe uma discussão interessante na nossa comunidade do Orkut justamente sobre esse tema. Bom, é sabido de todos que já abordamos esse assunto aqui, vide postagem “A TÉCNICA DO ESFUMADO”, inclusive disponibilizando até links com demonstração de como trabalhar com esse tipo de técnica.
Hoje nós vamos discorrer só mais um pouquinho sobre o assunto.

• Esfumando com os dedos: Sem pressionar excessivamente o papel, o dedo move-se sobre ele em pequenos círculos e para os lados (na direção das setas). Os traços de grafite desaparecem e em seu lugar surge uma área de esfumado suave e uniforme.
• Com uma flanela: O desenhista pode utilizar um pequeno pedaço de flanela para criar uma zona esfumada. Neste caso, os movimentos também devem ser circulares e uniformes e o resultado é um tom homogêneo com suaves gradações.
• Desenho sem esfumado: Repare que um desenho feito diretamente sobre um papel de textura fina deixa visíveis os traços usados para definir a forma e o volume do modelo.
• Desenho esfumado: Esfumado o desenho anterior, obtém-se um efeito mais natural; os traços se integram e o resultado é uma superfície mais homogênea e polida.

ELES ESTÃO AQUI...

Quem foi que disse que eles estavam em uma galáxia muito, muito distante daqui?

Muito legal...

FEMALE SKETCH

Para relaxar segue um vídeo básico e não obstante muito bacana para download que você pode baixar clicando aqui. Female Sketch demontra um passo-a-passo para elaboração de um desenho da figura feminina.

OBSERVE AS PESSOAS

A Construção de diferentes tipos variando a circunferência e o plano
Procure observar as pessoas que você conhece, ou aquelas que estão perto de você e as estude atentamente.
Atente para as combinações criadas pela natureza. Estude a linha do cabelo até as sobrancelhas, logo a zona do centro desde as sobrancelhas até a base do nariz e finalmente até a base do queixo. Analise a linha central do rosto; enfim estude o que vê em ambos os lados.

DESENHANDO FACES

Para reforçar o que estamos estudando, mais dois ótimos vídeos. E aqueles que estão acompanhando as postagens sobre o desenho da cabeça humana já conseguirão ver as coisas com mais discernimento (desde a construção anatomica -músculos e ossos, até as proporções necessárias para a contrução do desenho).
Drawing Faces #01

Drawing Faces #02

IMAGINE E CRIE

Não existe razão alguma para restrições com a circunferência e o plano. Para construir a variedade de tipos mencionada nas postagens anteriores consegue-se simplesmente esboçando uma subestructura larga, quadrada, longa, estreita ou como você prefir. Agora vocês já tem a base da construção; prove agora algumas variações.

OLIMPÍADAS

fonte da imagem: The Wall Street Journal
Hoje falaremos de esporte, calma pessoal, não vamos falar sobre "Cubo d'água", ou "Ninho do Pássaro", nem em Michael Phelps. Bom, é que o Davisson fez um comentário interessante na postagem anterior sobre referências para desenho e estudando o livro "Arte e Técnica do Desenho a Bico-de-Pena" do Carlos Freixas, ele propõe uma solução criativa para resolver o problema, vejamos então...
Pois bem...Carlos Freixas sugere que o desenhista procure se aproveitar de forma inteligente e criativa de modelos porporcionados pelas atitudes dos esportistas. Dessa forma dependendo do ângulo ou posição o artista deve procurar encaixá-lo de acordo com a cena que se pretende elaborar (abordagem feita dentro do contexto do desenvolvimento dos desenhos para estórias em quadrinhos). E de fato hoje em dia com os recursos das câmeras digitais potentes e dos inúmeros jornais e revistas que cobrem os eventos esportivos, encontramos diversas imagens que podem auxiliar até no elaboração de estudos anatômicos detalhados (vide a foto do Phelps no início dessa postagem). Veja alguns exemplos desenvolvidos por Carlos Freixas:
Veja que o autor fala de "criatividade" com propriedade, é até engraçado e divertido ver a forma como ele encaixa as idéias das fotos nos desenho de estórias em quadrinhos:
Muito bom, não é mesmo? E tem muita coisa interessante nesse livro, que nem é tão caro assim, e é uma ótima dica para quem quer dominar a arte do desenho a bico-de-pena. Clique aqui e compre o seu!!

ACESSANDO O HEMISFÉRIO DIREITO DO CÉREBRO

Hoje estarei postando um dos tópicos mais comentados da comunidade Desenhistas Autodidatas no Orkut...
Por Rogério,
Para quem já conhece o livro: Desenhando com o Lado Direito do Cérebro, de Betty Edwards, talvez interesse em [ler] este outro: Acessando o Hemisfério Direito do Cérebro, de Lidia Peychaux. Este último livro tem um enfoque mais psicológico e esotérico; aqui, a intenção é usar as técnicas para o autoconhecimento. Para se ter uma idéia, mencionarei o que autora disse a respeito do exercício de formas do espaço negativo (exercício muito similar ao do livro de Betty Edwards):
Quando a autora orientou esse exercício, percebeu "quantas vezes somos capazes de nos perder do objetivo principal e nos desviarmos por outros caminhos", o que nos dá a falsa impressão de "estarmos avançando, quando, na verdade, repetimos as mesmas experiências, só que com diferentes aparências, que nos confundem...e acabam nos fazendo acreditar que o principal é secundário e que o secundário é o principal." Assim, acontece muito considerarmos tarefas secundárias como tendo "uma importância maior do que elas realmente têm. Como conseqüência, perdemos tempo demais..." Para separar o que é principal do que é secundário, devemos refletir, limpando "nossa visão de elementos visuais que não necessitam ser percebidos para que o essencial venha à tona."
O livro é muito bom e de fato complementa o livro da Sra. Betty Edwards tanto com o referencial teórico como também com os exercícios propostos. Se você quiser fazer o download do livro clique aqui!! Se quiser comentar, fique à vontade, pode fazer aqui, ou diretamente no tópico da comunidade Desenhistas Autodidatas no Orkut.

DRAWING FEMALE FIGURE

Bacana, não é mesmo? Clique aqui para ver o estudo completo. Só uma observação, é preciso cadastrar no site, entretanto, é rápido, fácil e não dói nadinha, cê vai ver...

HORA DA DIVERSÃO

A Variedade de espaços cria tipos distintos
Para criar diferentes tipos e personalidades nós devemos seguir as dimensões básicas com grande atenção, variando as proporções das três divisões do rosto, conseguiremos distintos resultados. Exitem mil combinações possíveis. Além do fato de ser muito divertido estar experimentando todas elas.

Construa seu desenho sempre observando a linha do centro
Ao desenhar uma cabeça lembre sempre que tem que haver um equilíbrio das formas em ambos lados da linha do centro. As partes ósseas ficam fixas e a expressão situa-se entre elas. A mandíbula só se abre e se fecha. A expressão recai nos olhos, bochechas e boca, com rugas na frente e em torno dos olhos. Tratam-se ambos lados de modo similar.