COMO EXPRESSAR AS EMOÇÕES ATRAVÉS DOS GESTOS E ATITUDES DO CORPO

Na lição 6 aprendemos que a cabeça e as mãos são as partes mais expressivas da figura humana. Mas o próprio corpo expressa emoção, também. Grande parte do trabalho do artista em arranjar uma composição de pessoas consiste em utilizar a figura humana inteira de maneira expressiva. Ela deve mostrar os sentimentos e emoções pela ação do corpo.
Quando o corpo se move, ele cria formas que associamos com diferentes ações e emoções. A inclinação de cansaço ou uma grande alegria assumem gestos característicos que descrevem esses sentimentos. O bom artista reconhece esses gestos e procura comunicar ao máximo as ações associando-as aos sentimentos nas suas ilustrações. É útil pensar nessas ações ou gestos expressivos em termos de símbolos característicos que rapidamente traduzam o estado emocional da figura humana. Nessa postagem mostramos alguns símbolos  básicos e a sua relação com a figura humana.
Na vida real, as emoções são muitas vezes confusas ou não se expressam tão claramente pelas ações. Por exemplo, uma pessoa pode assumir uma pose que sugere tristeza embora ela possa estar feliz. Nesse caso tomamos ciência desta discrepância pelas palavras da pessoa que revela o sentimento ou então se aguarda um dado momento em que o sujeito assumirá um gesto que expresse melhor a sua emoção. Não há lugar para essas situações acidentais ou contraditórios numa composição. O ângulo que você mostrar deve ser preciso –claro –a única forma de exprimir exatamente a emoção de que necessita.

Feliz, brilhante, alegre: Aqui os braços e pernas estendidos ajudam a formar uma pose que literalmente irradia alegria. Toda a ação da personagem indica que ela transborda de alegria.

Cansado, triste, desanimado: O aspecto emocional aqui contrasta diretamente com o que está descrito acima. Observe claramente o formato curvo, essa característica expressa culpa, tristeza, ou fadiga.

Esse é um pequeno trecho da lição 8 que fala sobre a composição com pessoas e o arranjo da figura humana na ilustração. É um assunto muito importante, por que muitas ilustrações que temos que trabalhar tem pessoas ou personagens (como queiram). Nessa lição vemos que o posicionamento dos personagens entre as quatro linhas (as bordas) não pode e nem deve ser feito de forma aleatória (ou à esmo). Vários critérios, aspectos e métodos devem ser aprendidos e observados (como esses mencionados aí acima). A medida que progredimos na lição e começamos a olhar o trabalho dos artistas de grande expressão somos tomados de perplexidade, por que é exatamente esses critérios e conhecimentos que estão estampados nas ilutrações de artistas que podem ir desde Renoir até John Buscema.
Veja nesse link algo mais sobre essa fantástica lição. 

Nenhum comentário: