RITMO


ritmo
[Do gr. rhytmós, ‘movimento regrado e medido’, pelo lat. rhytmu.]
Substantivo masculino.
3.Sucessão de movimentos ou situações que, embora não se processem com regularidade absoluta, constituem um conjunto fluente e homogêneo no tempo;
4.Nas artes, na literatura, no cinema, etc., a disposição ou o desenvolvimento harmonioso, no espaço e/ou no tempo, de elementos expressivos e estéticos, com alternância de valores de diferente intensidade;
Fonte: Dicionário Aurélio
Por: Andrew Loomis
O ritmo no desenho é algo que se sente. O ritmo deve estar intrísecamente ligado ao desenho, e cada cabeça (1) possui seu desenho (suas particularidades). As linhas relacionam-se entre si, harmonizando ou se opondo uma a outra.
O ritmo é a liberdade no desenho, liberdade para expressar formas, tão cuidadosa quanto harmoniosa. O ritmo é a mão que trabalha mais com a mente do que com o olho, sentir algo antes de expressar seu aspecto. No desenho o ritmo adquire-se com a prática como ocorre com o golf. Ninguém vai indicar para vocês como adquiri-lo, mas à medida que for adquirindo a consciência dele (não, não é a força, é o ritmo) você sentirão a sua presença.
Descrever o ritmo no desenho é como se o artista sentisse a forma simplificada do que desenha, enquanto traça parte dele, em sua integridade. Vê sua mão balançando-se sobre o papel bem antes do lápiz entrar em ação. Você será capaz de sentir o traço antes de fazê-lo. O ritmo não precisa sempre das curvas. As curvas podem opor-se ao contexto.
O ritmo é o acento onde este é mais necessário. É com maior freqüência a sugestão da forma antes que estude o detalhe desta. Aqui o artista deixa novamente a câmera fotográfica, porque a câmera grava a cada detalhe, e só estabelecendo o ritmo antes é possível captar esta qualidade fugitiva. O espectador sentirá o ritmo na sua obra ainda que não possa definir conscientemente. Você sentirá o ritmo como se estivesse escrevendo, e em outros momentos serão esporádicos, trêmulos e/ou rabiscados.
Algumas pessoas possuem um ritmo natural; outras devem lutar para o adquirir. Continua...
(1) atualmente estamos estudando o desenho da cabeça humana;
Por Andrew Loomis
Do: Desenhando a Cabeça e Mãos (Agora traduzido, saiba mais aqui)
Página 71

Nenhum comentário: