BIODIVERSIDADES

Loomis acrescenta que é preciso conceder uma atenção mais que casual para os intermináveis detalhes no rostos que cruzam em nosso quotidiano. Deixando de lado as fase psicológicas e emocionais da expressão, podemos decidir em simples palavras as razões básicas e técnicas do sorriso, de um rosto sério e todas as variações que denominamos expressões faciais. Interpretamos que uma pessoa pareça culpada, envergonhada, assustada, contente, furiosa, relaxada, confiante, frustrada e de várias formas. Uns poucos músculos fixados nos ossos cranianos determinam o mecanismo de cada expressão e o estudo dos músculos e dos ossos não é difícil e nem complicado (Estamos no rumo certo!). Na ilustração acima verificamos a precisão nas palavaras de Andrew Loomis na arte de Miguelanxo Prado, esse artista consegue ilustrar de forma soberba as expressões fisionômicas (mesmo que seja em persongens quase deformados), bem como uma variedade impressionante de características em seus desenhos. É o contrário do Jim Lee. (Quer confirmar? -Nós disponibilizamos na nossa comunidade no Orkut um material desse artista para download (além de outros que estão lá esperando por vocês, é ver pra crer!!).
Um outro elemento que contribui para a variedade de tipos é a diferença que existe nas formas do crânio. Há cabeças redondas, quadradas, mandíbula retraída ou proeminente; Cabeças alargadas ou estreitas. Outras com a cabeça mais alongada outros mais achatados. Uns tem o rosto côncavo outros convexos. Ainda há aqueles que tem o nariz ou o queixo proeminente ou achatados. Nooossa e as variações não param por aí, há tipos que tem os olhos grandes, ou pequenos, separados ou juntos, e ainda existem orelhas de toooodos os tamanhos, e rostos finos, “volumosos”, ossudos ou desprovidos aparentemente de ossos. Há bocas finas, grossas, com lábios delgados, salientes e igual variedades os narizes de todas as formas e tamanhos. Multiplicando essas características distintas temos milhares de combinações para rostos (combine isso também com as diferentes expressões fisionômicas e então...)

Um comentário:

Caco disse...

Muito legal!
Conheci Miguelanxo Prado em uma das histórias de Sandman - Noites sem fim (roteiro de Neil Gaiman).

Não conhecia nem encontrava outros trabalhos dele, mas já me tornei fã de seu estilo.

Brigado por disponibilizar esse outro trabalho, já estou baixando.