A CABEÇA EM TRÊS DIMENSÕES

Alguns artistas preferem considerar a cabeça como se estivesse construída por peças que se encaixam e ocupam seu lugar dando assim a subestructura da cabeça. Veja a figura abaixo:
(clique na imagem para ampliar)

Este aspecto será de grande ajuda sobretudo por sugerir a terceira dimensão, a profundidade no seu desenho. Com muita freqüência desenha-se o rosto "chapados". Devemos considerar a “redondez do morro”, a união dos dois maxilares. Como os dentes estão ocultos pelos músculos do rosto, tendemos a esquecer sua pronunciada curva. Esta é uma maior nos animais, para os quais uma boa dentada significa com freqüência a diferença entre vida e morte. Considere os incisivos como uma machadinha e os molares como um rebolo, as presas, ou como chamamos no homem caninos, são usados pelos animais para fincar ou rasgar. Para que recordeis a “redondez” desta zona basta você morder um pedaço de maçã e depois estuda a marca deixada no local da mordida. E vocês não desenharão nunca mais lábios planos. Devemos recordar também que os olhos são redondos, ainda que quase sempre os vemos planos, como abertura numa folha de papel. Os olhos, o nariz, a boca, o queixo possuem esta qualidade tridimensional, à que não se pode sacrificar sem que toda a cabeça perca sua solidez.

Um comentário:

Cal disse...

Muito bom para entender visualmente o 3d no desenho gostei muito mesmo Parabéns!